• Background Image

    Primeiros passos: como começar a investir em ações na prática?

    março 19, 2015

março 19, 2015

Primeiros passos: como começar a investir em ações na prática?

Começar a investir pode parecer um bicho de sete cabeças, ainda mais quando se trata do mercado de ações, onde tudo parece caminhar da euforia à depressão em apenas alguns segundos.

É porque também já passei pelo mesmo que você que decidi escrever esse artigo, para poder ajuda-lo a começar seus investimentos!

Comprar e vender ações nunca foi tão fácil, rápido e acessível como hoje.

Sabendo os passos certos e evitando cair nas armadilhas que costumam pegar a maioria dos investidores que estão começando já é um grande primeiro passo.

O propósito desse artigo é fazer um breve e inteligente resumo sobre como começar a investir na prática! Pronto para começar?

 

O seu primeiro passo: comprando sua primeira ação

Se antigamente isso exigia que você fosse à corretora ou passasse a mão no telefone para ligar para um corretor, atualmente tudo está a apenas um clique de distância.

Se você é um novato nesse mercado talvez esteja curioso para entender melhor como é esse processo de decisão: como é na prática comprar ou vender uma ação?

Em primeiro lugar, é preciso abrir a conta em uma corretora. Esse é um processo simples e que pode ser feito tudo em um único dia de forma digital, praticamente.

(Em breve irei escrever um artigo sobre como escolher uma corretora recomendo este meu outro artigo, por isso lembre-se de cadastrar seu email aqui no site para ficar informado 😉 ).

Uma vez tendo a conta em uma corretora e transferido o dinheiro que você deverá usar para investir para a sua corretora você está pronto para começar.

Depois de você ter uma idéia sobre uma companhia da qual queira comprar ações, o primeiro passo será entrar no seu home broker e checar a que preços aquela ação tem sido negociado.

(Escolher uma companhia é um trabalho que envolve muitas questões e poderia levar páginas. Se tem dúvidas a respeito, recomendo ver algumas dicas básicas nesse outro artigo meu).

 

Começe observando como as coisas acontecem!

O home broker é uma plataforma online, onde com seu usuário e senha, consegue emitir ordens de compra e vendas de ações de qualquer lugar desde que conectado à internet.

Por lá você também consegue ver gráficos dos preços das ações, a custódia (as ações de sua propriedade), as notas de corretagem, entre outros.

Então, “a que preço as ações da RaiaDrogasil estão sendo vendidas”, por exemplo?

Existem centenas de ações negociadas na Bolsa e por praticidade cada ação é designada por um código de quatro letras mais um número ao final que definem se aquela ação é uma ação ordinária ou preferencial (3 para ordinária e 4/5 para preferenciais).

Nesse exemplo acima, as ações da RaiaDrogasil são as RADL3.

RADL

 

Primeiro você pode olhar o gráfico de preço da ação. Os preços tem subido, caído ou estão “de lado”?

É importante que o investidor iniciante comece a tentar observar qual a percepção do mercado em relação à uma ação (empresa) e como seus preços tem se comportado.

Por que? Bem, porque isso é importante para ganharmos idéia do que está precificado nas ações daquela empresa.

Além da análise de indicadores a simples comparação do quem vem ocorrendo no mercado (em termos de preço) com o histórico de eventos da companhia pode nos dar uma sensibilidade (até mesmo intuitiva) do momento daquela empresa.

E por que isso é importante?

Veja, tudo que um bom investidor quer é comprar empresas cujo valor do seu negócio seja superior ai seu preço atual de mercado!

E os preços de mercado são influenciados pela opinião das pessoas a respeito do futuro daquela empresa. As notícias, eventos e outras informações estão alterando essa percepção das pessoas no mercado a todo o momento!

Isso se reflete nos preços. Saber entender “em qual passo” o mercado está com a ação de certa empresa já vai fazer grande diferença para o seu segundo passo…

Um exemplo: o mercado pode estar eufórico demais com alguma notícia inesperada que o governo anunciou em relação a alguma regulamentação do setor daquela empresa, por exemplo.

Às vezes é nesses momentos que pode surgir o momento oportuno para agir! Lembre-se de que a euforia ou pânico do mercado podem fazer a sua grande oportunidade!

Uma outra coisa antes de prosseguir: é interessante olhar o seu book ou livro de ofertas, como este aqui:

book

O livro de ofertas mostra quais as ordens de compra desde a melhor oferta até a pior (lado direito) e quais as melhores ofertas de venda desde a pior até a melhor (lado esquerdo).

Observe que existem ações que tem um spread (diferença entre o melhor preço de compra e venda) maior que outras.

Isso pode acontecer principalmente em função da liquidez da ação, isto é, quantos negócios são diariamente feitos com aquela ação.

Muitas ações costumam ter um movimentos de preço bastante típicos, embora não existam regras definitivas em relação a esses comportamentos. Diversos fatores podem influenciar o comportamento de preços de uma ação em um determinado momento.

Além dos fundamentos e perspectivas de negócios da empresa, podem existir grandes investidores institucionais que costumam “defender” ações que tenham em seu portfólio, por exemplo.

Na janela de cotações da ação ainda é possível ver o último preço pelo qual o negócio foi fechado, qual foi o preço máximo ou mínimo daquele dia e o preço de fechamento do pregão anterior.

 

Tomando uma decisão: comprar, vender ou nenhum dos dois?

3ways

Uma vez que você acredite que aquela seja uma boa ação para comprar e após ter observado seus preços, é a hora de tomar uma decisão…

Você pode comprar a ação, esperar para comprar em breve ou desistir de comprar (e escolher outra coisa mais interessante talvez)!

Nesse ponto, o mais importante é você ser capaz de comparar o preço que o mercado oferece para você e se aquele preço é inferior ao valor da empresa, isto é, às perspectivas de fluxo de caixa futuro da companhia.

Em outras palavras: o que está precificado naquela ação?

Uma forma prática de começar a ganhar essa noção de precificação é sempre estar observado o comportamento dos preços frente às novas notícias e eventos.

E, além disso, também observar alguns indicadores financeiros da empresa (existem aqui diversas opções e em breve devo escrever um artigo sobre isso).

Um começo é observar a evolução da receita e do lucro líquido. A empresa tem consistência, ou seja, entrega resultados mais ou menos constantes e previsíveis? Isso já pode ser um bom começo para quem ainda não é familiarizado com o assunto!

Colocando uma ordem de compra ou venda

home broker

Observando o livro de ofertas, você pode decidir inserir uma ordem de compra a mercado, onde em questão de instantes você levará a melhor oferta de venda disponível naquele momento.

Ou então você pode simplesmente decidir colocar sua ordem alguns centavos abaixo da melhor ordem para tentar “brigar” um pouco por um preço melhor.

Nesse caso, sua ordem ficará “pendurada” em uma fila (por ordem cronológica de chegada) até que alguém aceite vender suas ações pelo preço que você se dispôs a comprar. O inverso também é possível.

Você pode também decidir deixar uma ordem de venda apenas a partir de um determinado preço (preço de disparo), a partir do qual você deixa configurado um preço limite ao qual você aceita vender sua ação.

Se o preço de disparo for acima do preço pelo qual você comprou a ação, então estará garantindo seu lucro caso ação suba e terá uma ordem do tipo stop gain.

Se o preço de disparo for inferior ao preço peço qual você comprou a ação, estará então limitando seu prejuízo caso a ação caia e terá uma ordem do tipo stop loss.

O inconveniente desse tipo de ordem é que a ação pode acabar indo no sentido contrário que você esperava ou continuar subindo.

Todos costumam falar que ordens do tipo stopp loss ou gain são formas de gerenciar seu risco. Para um investidor de médio e longo prazo podem, contudo, ser uma armadilha.

O melhor gerenciador de risco é você comprar ações só depois de fazer a lição de casa básica de todo investidor: investigar e agir racionalmente.

 

Qual deve ser o tamanho de uma ordem de compra ou venda?

Small-business-to-big

É usual na Bolsa de Valores que as ações sejam negociadas através de um “lote padrão”, ou seja, um pacote de 100 ações cada.

Isso não significa que alguém que queria comprar ou vender menos ou mais que isso não possa.

É possível comprar 5, 10, 20 ou qualquer outra quantia de ações por vez. Por exemplo, com R$200,00 você já consegue levar para casa cerca de 10 ações da Ambev!

Essas negociações “quebradas” de lotes acontecem no chamado mercado fracionário.

Um inconveniente é que no mercado fracionário os spreads entre as ofertas de compra e venda costumam ser maiores devido ao menor número de negócios.

Mas para o pequeno investidor que talvez não queira ou não possa comprar 100 ações de uma vez, é uma boa alternativa.

 

Quanto custa comprar e vender ações?

stock-broker

Todas as transações na bolsa de valores devem ser feitas por instituições ligadas à BMF&Bovespa: as corretoras.

As corretoras cobram uma taxa de corretagem pelo seu serviço de intermediação financeira.

Essas taxas podem variar bastante de preço: pode ser um valor fixo por ordem ou então seguir a Tabela Bovespa, onde a taxa de corretagem varia entre 0% a 2% do valor transacionado.

Um outro custo é a taxa de custódia, cobrado pela manutenção dos seus ativos (ações) sob guarda da BMF&Bovespa. Essa taxa é de R$6,90 por mês ou R$3,00 caso não tenha movimentação na conta no mês. Algumas corretoras não cobram essa taxa de seus clientes.

Por isso, vale fazer uma boa pesquisa dos preços cobrados pelas corretoras.

Existem ainda outras taxas de emolumentos, registro e liquidação, mas elas são muito pequenas e não passam de 0,13% do valor transacionado.

A taxa de imposto de renda sobre operações com ações é de 15% para operações em datas distintas e 20% para day-trade (operações em um mesmo dia), sendo apenas incidente em operações com lucro líquido.

 

Quer aprender mais?

Investir em ações e outros mercados de títulos é um processo contínuo de aprendizagem. Muito dele apenas virá com a experiência.

Agora, saber como começar a investir da forma correta, entrando em campo com consciência e preparo, suas chances de evitar as perdas são muito menores (e seu caminho para o sucesso muito mais provável).

É por isso que contar com a experiência daqueles que já vivenciaram as mesmas dúvidas e dificuldades que você na prática é um grande atalho para seu sucesso.

A missão do Investidor Inteligente é passar minha experiência de mais de 7 anos trabalhando em diversos fundos de investimento para você.

Da mesma forma como os melhores fundos e gestores fazem. Simples, descomplicado e de forma íntegra!

Por isso, cadastre seu e-mail aqui no site e também deixe um comentário aqui embaixo dizendo o que achou do artigo! Sempre respondo a todos eles! Até a próxima!

 

  • wanderley simoes

    a principio achei meio complicado, mas com os seus ensinamentos tenho certeza que vou aprender .
    obrigado

    • Lucas Andrade

      Oi Wanderley!

      Obrigado por comentar, no começo pode parecer um tanto complexo mas pode e deve ser simples!

      Abraço!

  • Leoni Faria

    Sou novo, e ambicioso, li várias de suas postagens e me interessei demasiado por esse mercado. Gostaria de começar a investir em ações. Lucas, você poderia me indicar livros, ou talvez, cursos que sejam de fácil acesso? Desde já, Obrigado.

    • Lucas Andrade

      Oi Leoni, aqui no menu do meu site você vai ver uma seção de livros recomendados. Também tenho um treinamento que você pode receber colocando seu e-mail aqui ao lado ou acima onde está indicado!

  • miguel nascimento

    Simples e objetivo como os ensinamentos de Warren. Parabens Lucas.

    • Lucas Andrade

      Miguel,
      Obrigado pelo seu comentário, fico muito feliz em ajudar!
      Sucesso!